quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Ao Pesto

 Como já repararam, eu curto uma massa. Na verdade qualquer carboidrato é muito bem-vindo por aqui... A origem italiana não falha.

 A primeira vez que ouvi falar de molho pesto foi no livro Melancia, da Marian Keyes, que postei aqui há algum tempo. Mas meu primeiro contato foi na casa da minha amiga Lívia, que com seu sotaque paulista enchia a boca pra falar que tinha molho pesto! A Lívia é engraçada, enquanto meus olhos brilhavam com um catupiry, ela sonhava com abobrinhas e berinjelas grelhadas... Nada contra, até gosto muito de verduras e legumes, mas não me vejo pedindo esse prato em nenhum restaurante... Questão de gosto.
 Na casa dela a gente misturava o pesto no molho de tomate, então decidi que era a hora de fazer o Meu Pesto. Recorri àquela ajuda básica do orkut e obtive a seguinte receita, sem decepção:


goodhousekeeping.com
2 xícaras de manjericão fresco picado
2 dentes de alho amassados
3/4 xícara de queijo parmesão ou pecorino ralado
1/2 xícara de pinolis ou nozes picadas
2/3 xícara de azeite de oliva

Coloque todos os ingredientes no liquidificador, menos o azeite. Ligue na posição pulsar, vá pulsando e colocando o azeite aos poucos, lentamente até obter uma pasta.

Guarde num vidro bem fechado e cubra a superfície com uma camada fina de azeite de oliva. Pode ficar na geladeira até 3 meses.

Obs: A receita original do pesto é usar o pilão ao invés do liquidificador para triturar os ingredientes e depois acrescentar o azeite. Falam que faz muita diferença, mas ainda não testei dessa forma. Um outro detalhe: é normal a superfície do molho escurecer um pouco com o tempo, mas o sabor permanece inalterado.

Modo de usar: Cozinhe um bom espaguete al dente (escorra), acrescente colheradas do molho aos poucos e vai misturando. Acho que para 500g de massa, 4 colheres de sopa cheias são uma quantidade média. Na verdade vou no olhômetro. Apesar do queijo, acho esse molho sem sal, então sempre jogo um pouquinho de sal por cima da massa já misturada com o pesto, e vou provando até acertar. O sabor fica muito bom, você sempre quer comer um pouco mais... Quase um vício. Ponto pra Lívia e pro manjericão.


blog.tribunadonorte.com.br

2 comentários:

  1. Eu adorei o post desta vez!
    Molho pesto é mesmo muito bom!
    Teve também aquela salada com melho pesto que comemos em Vitória num restaurante natureba, lembra? Aquela comida estava sensacional!!!
    (PS. Tô adorando as receitas!!!)
    Beijos, Livia

    ResponderExcluir
  2. Vc está convocada para fazer aki em casa!!!!kkkkkk
    Bjs
    Laura

    ResponderExcluir